Jovens aceitam Jesus em evangelismo, durante homenagens à rainha Elizabeth

  • 16/09/2022
Jovens aceitam Jesus em evangelismo, durante homenagens à rainha Elizabeth
Jovens aceitam Jesus em evangelismo, durante homenagens à rainha Elizabeth (Foto: Reprodução)

Após a morte da Rainha Elizabeth II em 8 de setembro, capelães e evangelistas foram enviados à Inglaterra e Escócia para ter conversas sobre o Evangelho com o público, durante a semana de homenagens.

No último adeus à monarca britânica, capelães da Associação Evangelística Billy Graham estiveram no Palácio de Buckingham e no Castelo de Windsor, na Inglaterra, e também no Palácio de Holyroodhouse, na Escócia.

Uma das capelãs é Anne, que ao chegar ao Palácio de Buckingham, orou para fosse usada por Deus naquele lugar. Foi quando ela notou duas jovens, perto dos portões do palácio.

As jovens de 20 anos, *Olivia e *Sophie, eram da Austrália e estavam no Reino Unido de férias. Anne conversou com elas sobre a rainha e como a fé desempenhava um papel importante em sua vida. 

Anne então compartilhou com as meninas que ela se deparou com a morte no ano passado, após uma grave doença, mas que ela estava segura — pois sabia seu destino na eternidade. “E vocês, onde estão agora?”, perguntou Anne, movida pelo Espírito Santo.

“Elas não consideraram seu destino no futuro”, disse Anne. “Então eu expliquei o Evangelho para elas. Essas jovens reconheceram que eram pecadoras e precisavam de um Salvador, então eu falei dos ‘Passos para a Paz com Deus’ e elas concordaram com cada ponto.”

Quando Anne perguntou se elas queriam orar para convidar Jesus para suas vidas, Olivia e Sophie imediatamente aceitaram. Ali, em frente ao Palácio de Buckingham, elas entregaram suas vidas a Cristo.

(Foto: Reprodução)
Capelã Anika Magwood conversa com uma mulher perto do Castelo de Windsor. (Foto: Billy Graham Evangelistic Association)

Sementes plantadas

Nos arredores do Castelo de Windsor, a capelã Anika Magwood conversou com uma jovem, que estava sozinha observando a multidão. Anika percebeu que *Emily estava sobrecarregada de tristeza e orou em silêncio para que Deus ministrasse sobre ela.

“Você tem fé em Deus?”, perguntou Anika. Emily respondeu rapidamente que seus pais eram ateus e foi criada nesse ambiente, mas se questiona sobre a existência de um “poder superior”.

Vendo isso como sua “porta aberta”, Anika começou a compartilhar o Evangelho. Emily ouviu atentamente a cada palavra, aceitou receber uma oração, mas acabou não fazendo o apelo para aceitar Jesus. Sem perder as esperanças, Anika viu isso como uma “oportunidade de plantar sementes”.

Já em Edimburgo, pouco depois que o caixão da rainha chegou de ao Palácio de Holyroodhouse, a estudante *Meredith ouviu o Evangelho através do capelão Steve, que contou seu testemunho.

Depois de conversar por alguns minutos, Steve perguntou se podia orar por Meredith, e ela não hesitou em dizer “sim”. Ele a convidou para visitar sua igreja e ela saiu dali sentindo-se em paz.

Os capelães da Associação Billy Graham continuarão ministrando no Reino Unido até o funeral da Rainha Elizabeth II, em 19 de setembro. 

*Nomes alterados para proteger a privacidade.

FONTE: http://guiame.com.br/gospel/missoes-acao-social/jovens-aceitam-jesus-durante-evangelismo-em-dias-de-homenagens-rainha-elizabeth.html


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Anunciantes